Centro de Memória Bunge e a história do Brasil - Novidades - Fundação Bunge
Texto

Novidades

Centro de Memória Bunge e a história do Brasil


Publicado em 29/08/16 às 14h45 envie a um amigoenvie para um amigo imprimir esta
novidade

Mais do que preservar a memória da Bunge no Brasil, o Centro de Memória Bunge também traz, em seu acervo, parte da história do nosso país. Afinal, é muita história para contar desde que a empresa chegou ao Brasil.

A seguir, vamos mostrar parte dessa história testemunhada pela Bunge Brasil, e hoje preservada e gerenciada pela Fundação Bunge:

Moinho Fluminense: parte da história do Rio

A história do Moinho Fluminense, empresa fundada em 1887 pelo uruguaio Carlos Gianelli, está muito entrelaçada com a história do próprio Rio de Janeiro. Após a eclosão da Revolta Armada de 1893, por exemplo, o político Rui Barbosa buscou refúgio dentro do Moinho Fluminense.

Já em 1904, a Revolta da Vacina foi outro acontecimento marcante da história do Rio de Janeiro (e do Brasil também), quando a população montou barricadas em frente ao Moinho Fluminense em ato contra a vacinação obrigatória, instituída pelo então diretor-geral de saúde pública, o médico Oswaldo Cruz.

Adquirido pela Bunge em 1914 e hoje parcialmente tombado pelo município do Rio de Janeiro, o Moinho Fluminense ainda é parte determinante da história que levou o Brasil a produzir o “pão nosso de cada dia”.

Entre inúmeras fotos históricas, o Centro de Memória Bunge abriga uma cópia do alvará de funcionamento do Moinho, assinado pela princesa Isabel em 25 de agosto de 1887, assim como a planta original de sua fachada, em papel de linho, datada do mesmo ano.

Moinho Santos: inovação e tecnologia


Em 30 de maio de 1908, o presidente José Puglisi Carbone anunciou a conclusão da montagem do Moinho B, que aumentaria a capacidade da produção do Moinho Santos em mais 100 toneladas por dia. No mesmo ano, o empreendimento passou a dispor de energia elétrica, por meio de um dínamo gerador importado da Itália, de 120A.

Em 1935, o Moinho Santos se superou novamente em tecnologia, com a inauguração do Moinho D, que contava com o maquinário ainda mais moderno, além de cilindros completamente automáticos.

O trigo armazenado nos silos, naquela época, vinha do cais por meio de carroças. Esse meio de transporte foi aperfeiçoado posteriormente, quando construiu-se uma passagem subterrânea por baixo da rua Xavier da Silveira, ligando diretamente o cais ao Moinho. Uma correia instalada no túnel fazia o transporte, com capacidade de 60 toneladas por hora.

Prestes a completar 22 anos de existência, o Centro de Memória Bunge traz, em seu acervo, fotos que retratam a época, como a imagem de seis homens no interior do Moinho, iluminados por luminárias, a fachada do prédio vista do Canal de Santos, e também a transportadora que levava o trigo do cais do porto para os silos.

Na nossa página do Facebook, você confere as imagens citadas no texto. Saiba mais sobre o Centro de Memória Bunge acessando: www.fundacaobunge.org.br/projetos/centro-de-memoria-bunge



Comentários

Os comentários divulgados no site da Fundação Bunge são de responsabilidade dos usuários e não refletem os valores da Fundação Bunge.

Nenhum comentário encontrado

Envie seu comentário



Imagem de segurança



Mais notícias

23/10/17 - Fundação Bunge promove Feiras Literárias Eventos realizados em escolas e espaços públicas vão acontecer nos meses de outubro e novembro e celebram a vida e obra da escritora Cora Coralina

28/09/17 - Homenageados recebem Prêmio Fundação Bunge 2017 Entrega do prêmio foi realizada no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, com presença de autoridades e reitorias das principais universidades do País

18/09/17 - Jornada Cultural sobre produção de exposições Com o tema “Concepção, Planejamento e Produção de Exposição”, o evento aconteceu nos dias 14 e 15/09

24/08/17 - Formação de mediadores de leitura na Bahia Município de Luís Eduardo Magalhães (BA) recebe a iniciativa, que faz parte do projeto Semear Leitores

16/08/17 - Fundação Bunge inicia novo curso para comunidade do Pará O curso está sendo ofertado gratuitamente a 20 pessoas, que terão a oportunidade de aprender noções básicas de eletricidade e instalar e reparar equipamentos de refrigeração

14/08/17 - Inscrições abertas para Jornada Cultural Com o tema “Concepção, Planejamento e Produção de Exposição”, o evento acontece na cidade de São Paulo nos dias 14 e 15/09