Prêmio Fundação Bunge anuncia contemplados do ano - Novidades - Fundação Bunge
Texto

Novidades

Prêmio Fundação Bunge anuncia contemplados do ano


Publicado em 29/07/11 às 11h45 envie a um amigoenvie para um amigo imprimir esta
novidade

José Roberto Postali Parra e Luiz Drude de Lacerda são os contemplados deste ano com o Prêmio Fundação Bunge nas áreas de Defesa Sanitária Animal e Vegetal e Oceanografia, respectivamente. Na categoria “Juventude” a agraciada em Defesa Sanitária Animal e Vegetal é Helena Lage Ferreira e em Oceanografia o contemplado é César de Castro Martins.

O anúncio dos agraciados foi feito hoje, 29 de julho, logo após a reunião do Grande Júri, colegiado formado por representantes de entidades científicas e reitores, realizada tradicionalmente no Tribunal de Justiça de São Paulo. 

O Prêmio foi criado há 56 anos para incentivar a inovação nas diversas áreas do conhecimento, que se alternam a cada edição. A categoria “Vida e Obra” reconhece o trabalho de um pesquisador, cujos projetos desenvolvidos representam um patrimônio importante para o país. Já a categoria “Juventude” destaca um profissional de até 35 anos, cujo trabalho represente um novo paradigma em sua área.

A cerimônia de premiação será realizada em setembro, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. Os agraciados receberão R$ 100 mil cada um (categoria Vida e Obra) e R$ 40 mil (categoria Juventude), além de diplomas e medalhas.

Simpósio Científico
No dia 12 de setembro será realizado um Simpósio Científico sobre os temas de premiação deste ano, em parceria com a FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Em breve a programação e as inscrições, que serão gratuitas, estarão abertas pelo site da Fundação Bunge e da Fapesp.

Saiba mais sobre os contemplados 2011:

OCEANOGRAFIA

Luiz Drude de LacerdaLuiz Drude de Lacerda – Vida e Obra
O carioca Luiz Drude de Lacerda, de 55 anos, possui graduação em Biologia (1977), mestrado (1980) e doutorado (1983) em Ciências Biológicas, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ. Sua carreira está baseada na área de Ecologia, com ênfase em Biogeoquímica e Contaminação Ambiental. Drude foi  Professor Visitante da Université de Toulon et du Var (França), entre 1998 e 2006 e coordenou o Instituto do Milênio “Transferência de Materiais na Interface Continente-Oceano”, de 2005 a 2008. Atuou também como membro do Comitê Assessor CA-EL do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq e dos Comitês de Assessoramento das Áreas de Geociências e Multidisciplinar da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Foi Editor-Chefe da Sociedade Brasileira de Geoquímica (Geochimica Brasiliensis). Atualmente é professor e coordenador do programa de pós-graduação em Ciências Marinhas Tropicais do Instituto de Ciências do Mar, da Universidade Federal do Ceará – UFC e membro da Comissão Científica sobre Interação Terra-Oceano no “Coastal Zone-International Geosphere Biosphere Program” - LOICZ-IGBP e do Conselho Cientifico da Sociedade Internacional para Ecossistemas de Manguezais. O pesquisador ainda coordena o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Transferência de Materiais Continente-Oceano e é membro do Comitê Diretor do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas.  Publicou 80 artigos científicos de reconhecimento internacional, foi citado 1175 vezes, orientou 31 mestres e 15 doutores. É pesquisador nível 1A do CNPq e membro da Academia Brasileira de Ciências.
 

César de Castro MartinsCésar de Castro Martins - Juventude
O paulistano César de Castro Martins, de 34 anos, é formado em Química (1998) e possui mestrado (2001), doutorado (2005) e pós-doutorado (2006) em Oceanografia Química e Geologia, pela Universidade de S. Paulo – USP. Foi pesquisador visitante do Environmental Change Research Centre, da University College of London, no Reino Unido, em 2006. Apesar da pouca idade, suas produções e contribuições para a área de Oceanografia, em especial em Geoquímica Orgânica e Poluição Marinha, são intensas. Atualmente é Professor Adjunto III do Centro de Estudos do Mar da Universidade Federal do Paraná – UFPR e coordenador de três projetos de pesquisa que visam entender as mudanças ambientais na costa paranaense, utilizando marcadores orgânicos geoquímicos como indicadores. É bolsista de produtividade do CNPq (nível 2), credenciado nos Programas de Pós-graduação em Oceanografia (IO-USP) e Sistemas Costeiros e Oceânicos (UFPR), sendo coordenador deste último e revisor de diversas revistas científicas. César também desenvolve, desde 1999, pesquisas para o Programa Antártico Brasileiro e é responsável por estudos de monitoramento ambiental relacionados à introdução de esgoto descartado por estações de pesquisa na região da Ilha Rei George, dentro do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Antártico de Pesquisas Ambientais – INCT-APA. Coordena ainda o Núcleo Regional (PR) do Projeto PaleoAntar, que visa identificar eventos de mudanças bruscas no clima da Antártica, auxiliando a comunidade científica internacional no entendimento da dinâmica ambiental atual do planeta. Publicou 19 artigos científicos, orientou três mestrados e está orientando dois doutorados.

DEFESA SANITÁRIA ANIMAL E VEGETAL

José Roberto Postali ParraJosé Roberto Postali Parra – Vida e Obra
José Roberto Postali Parra nasceu em Campinas, SP, em 1944. É formado em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - ESALQ/USP (1968), possui mestrado e doutorado em Entomologia pela Universidade de São Paulo – USP (1972 e 1975, respectivamente) e pós-doutorado pela Universidade de Illinois, EUA (1978). Desde a década de 70 dedica-se a estudar o ciclo de vida dos insetos de importância para agricultura, contribuindo com soluções práticas e de grande impacto econômico. Suas atividades científicas estão relacionadas com técnicas de criação e nutrição de insetos para controle biológico e alternativas de controle de insetos. Seus estudos permitiram, por exemplo, o controle da broca da cana e outras culturas como milho, hortaliças, flores e soja também estão se beneficiando desta tecnologia. Nos últimos anos tem se envolvido com a utilização de feromônios e o controle biológico do bicho-furão que ataca os citros. Parra iniciou sua atividade profissional no Instituto Agronômico de Campinas – IAC, permanecendo na Instituição até 1974 e desde então trabalha na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - ESALQ/USP, onde, hoje, é professor titular. Exerceu ainda, na instituição, o cargo de diretor de 2003-2007 e coordenador do programa de Pós-Graduação em Entomologia. Possui mais de 280 trabalhos publicados, 17 livros e contribuiu com a formação de mais de 90 profissionais em nível de mestrado e doutorado. É membro titular da Academia Brasileira de Ciências e da Academy of Sciences for the Developing World (TWAS) e pesquisador 1A do CNPq. Recebeu a Comenda da Ordem Nacional do Mérito Científico em 2002 e foi admitido na classe Gran Cruz desta mesma ordem em 2010.
 

Helena Lage FerreiraHelena Lage Ferreira - Juventude
Helena Lage Ferreira, de 32 anos, é mineira, da cidade de Ipatinga. É formada em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP (2003), possui doutorado em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (2007) e pós-doutorado em Influenza Aviária pelo Veterinary Agrochemical Research Centre – VAR, na Bélgica (2008). Sua tese de doutorado emprega a tecnologia do RNA de interferência (material genético viral) no controle de vírus do trato respiratório de aves, resultando em importantes achados de pesquisa na área de sanidade aviária e abrindo futuros estudos para a avaliação de uma eficiente ferramenta para evitar o escape viral. Helena atua na área de Virologia Aviária, participando de diferentes projetos, com colaborações nacionais e internacionais, voltados ao diagnóstico e pesquisa de vírus causadores de prejuízo a indústria avícola, desenvolvimento de métodos diagnósticos eficientes e vacinas. É também professora da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo – USP, Campus Pirassununga. Sua atividade científica originou 16 publicações em periódicos de reconhecida relevância internacional, voto de congratulação do Conselho Universitário da UNICAMP, Menção Honrosa no XV Congresso de Iniciação Científica da UNESP e Prêmio de melhor trabalho na categoria Jovem Cientista do 7º Simpósio Internacional em Influenza Aviária, na Universidade da Geórgia, no EUA. Helena participa ainda na formação de recursos humanos, com orientações de doutorados.

Para mais informações sobre o Prêmio Fundação Bunge acesse:
http://www.fundacaobunge.org.br/projetos/premio-fundacao-bunge/



Comentários

Os comentários divulgados no site da Fundação Bunge são de responsabilidade dos usuários e não refletem os valores da Fundação Bunge.

Nenhum comentário encontrado

Envie seu comentário



Imagem de segurança



Mais notícias

15/05/18 - Prêmio Fundação Bunge anuncia temas de 2018 Profissionais das áreas de Ciências Agrárias e Letras serão os homenageados

26/02/18 - Comunidades de Barcarena organizam feiras para venda de biojóias Os acessórios são frutos dos cursos promovidos pela Fundação Bunge, em parceria com o SENAR e a Prefeitura de Barcarena

09/02/18 - Fundação Bunge promove cursos para geração de renda Mais de 400 pessoas foram formadas nos municípios de Barcarena e Itaituba

02/02/18 - Entidades da sociedade civil se manifestam pelo fim da violência contra crianças e adolescentes Dados sobre abusos, explorações e elevados índices de homicídios de crianças e adolescentes no Brasil motivaram a solicitação do grupo em Brasília

23/10/17 - Fundação Bunge promove Feiras Literárias Eventos realizados em escolas e espaços públicas vão acontecer nos meses de outubro e novembro e celebram a vida e obra da escritora Cora Coralina

28/09/17 - Homenageados recebem Prêmio Fundação Bunge 2017 Entrega do prêmio foi realizada no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, com presença de autoridades e reitorias das principais universidades do País