Ao continuar a navegar neste website, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Centro de Memória Bunge

Valorizando
o passado na
construção de um novo aprendizado

Mais de um século de conhecimento ao alcance do público, em um dos mais completos acervos de memória empresarial do País.

Criado em 1994, o Centro de Memória Bunge traz preservada e acessível ao grande público a história de mais de 100 anos da Bunge no Brasil, na forma de mais de 1.5 milhão de documentos cartográficos, iconográficos, filmográficos e textuais, entre outros. Um patrimônio que narra não apenas a trajetória da Bunge no País, como a evolução dos valores, costumes e modos de organização da própria sociedade brasileira. 

Para facilitar o acesso a todo esse conhecimento acumulado, o Centro de Memória Bunge disponibiliza seu acervo online, atende gratuitamente a pesquisas e promove ações educativas sobre preservação e gestão da memória empresarial.

Objetivos:

  • Guarda e preservação
  • Disseminação do conhecimento
  • Utilização do acervo para tomadas estratégicas de gestão.

 

Atividades:

  • Atendimento a pesquisas;
  • Exposições temáticas;
  • Processamento técnico;
  • Jornadas culturais;
  • Oficinas de preservação;
  • Visitas técnicas;
  • Integração de novos colaboradores Bunge.

 

 

O Centro de Memória Bunge faz parte da Associação Brasileira de Memória Empresarial (ABME), cuja missão é fortalecer as políticas e as práticas de memória empresarial no país.

 

Jornadas Culturais

Iniciadas em 2004, as Jornadas Culturais são palestras e oficinas gratuitas sobre preservação, conservação e divulgação de acervos históricos e culturais. Nestes 17 anos, foram mais de 90 eventos gratuitos, ministrados por especialistas com ampla atuação em suas áreas, contribuindo na formação de profissionais e no desenvolvimento das instituições de memória.

Este ano, em parceria com a Associação Brasileira de Memória Empresarial (ABME), as Jornadas Culturais têm o objetivo de promover debates que tragam novas perspectivas às reflexões acerca da preservação de uma memória coletiva e institucional. Frente aos desafios que estamos vivendo neste século e ano 21, não apenas como indivíduos e sociedade, mas também como instituições que preservam conjuntos afetivos-culturais da memória vivida.

A 3ª Jornada Cultural de 2021 traz o tema Acervos físicos: organização, representação e acesso na era digital. O processo de transição imposto pela transformação digital nas dinâmicas da sociedade contemporânea foi antecipado pela pandemia de Covid-19. Nesse novo cenário de trabalhos remotos, menor presença das equipes para tratar os acervos presencialmente, além da diminuição de espaços físicos para guardá-los, torna-se urgente o diálogo sobre representação, organização e acesso de acervos físicos na era digital.

Palestrante

Clarissa Schmidt, professora do Departamento de Ciência da Informação e do Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense - UFF.

Mediação

Viviane Morais, doutora em História Social e pesquisadora do Centro de Memória Bunge

Tema: Acervos físicos: organização, representação e acesso na era digital

Data: 31 de agosto de 2021

Horário: Das 14h às 16h

Participe da transmissão na página da Fundação Bunge no YouTube

Os participantes receberão certificado e não é necessário inscrição.

 

Imagens